Como franquear seu restaurante: o passo a passo

Se você é dono de um restaurante e tem interesse em transformar seu negócio em uma franquia de sucesso, neste artigo vamos te contar quais são os passos que você deve seguir para fazer isso da maneira certa.

Como franquear seu restaurante: o passo a passo

Se você é dono de um restaurante e tem interesse em transformar seu negócio em uma franquia de sucesso, neste artigo vamos te contar quais são os passos que você deve seguir para fazer isso da maneira certa.

Se você é dono de um restaurante e tem interesse em transformar seu negócio em uma franquia de sucesso, neste artigo vamos te contar quais são os passos que você deve seguir para fazer isso da maneira certa.

Se um proprietário deseja franquear seu negócio de restaurantes, existem três métodos típicos para promover a expansão desse tipo de negócio:

  1. Expansão orgânica autofinanciada.
  2. Expansão híbrida autofinanciada, com intervenção de capitais de investidores ou grupos de capitais privados.
  3. A franquia.

A franquia de um restaurante é o método mais popular de crescimento desse tipo de negócio, embora a expansão do autofinanciamento híbrido também tenha sido muito bem-sucedida para muitos restaurantes que optaram por esse modelo de expansão.

O modelo de franquia traz muitos benefícios para os proprietários, pois faz crescer o restaurante com várias unidades de negócios, qualifica os franqueados que investem seu capital inicial e depois dirigem suas operações.

Em um ambiente de negócios ideal, você pode ter vários restaurantes ou unidades de franquia bem capitalizadas e operativamente independentes sem aumentar o risco para o capital pessoal, razão pela qual esse método de crescimento se tornou popular no ambiente da indústria de restaurantes.

A resposta para a questão de saber se você deve franquear seu restaurante é se, como líder fundador do seu negócio, você deseja alcançar a expansão de várias unidades dentro de três a cinco anos.

Se esse tipo de expansão faz parte de seus objetivos de negócios de curto prazo e você está pronto para construir uma organização baseada no apoio a franqueados, então a franquia de seu restaurante é o caminho mais fácil.

Outro aspecto a ter em conta antes de franchisar o seu negócio é se o seu restaurante ou o seu modelo de negócio podem ser replicados, uma vez que, embora praticamente qualquer restaurante possa ser replicado em teoria, em alguns casos não é tão simples.

Deve-se avaliar se há alguma eficiência em seus sistemas, em sua cadeia de suprimentos ou nos produtos e serviços que você oferece que possam ser ensinados e transmitidos aos franqueados para manter os padrões de qualidade, pois esses são fatores críticos.

Fatores a considerar ao decidir optar pelo modelo de franquia

Existem muitos fatores a serem considerados se você está pensando em franchisar seu restaurante, mas entre os principais pontos que devem ser analisados ​​podemos citar os seguintes:

  • Se como fundador e empreendedor você tem a mentalidade de liderar e treinar uma equipe de gestão.
  • Se existe a possibilidade de replicar sua marca.
  • Se é viável programar treinamentos de franqueados e implantar as mesmas cadeias de suprimentos sem alterar a qualidade e consistência de seus produtos.

Passos a seguir para franquear seu restaurante

Depois de tomar a decisão de franquear seu restaurante, você deve planejar quais são os passos a seguir para que essa decisão tenha um resultado bem-sucedido e satisfatório.

Os passos a seguir para criar uma franquia de restaurante são os mesmos envolvidos na franquia de qualquer tipo de negócio:

  1. Preparar o Documento de Divulgação de Franquia (FDD).
  2. Desenvolver o manual de operações da franquia que os franqueados devem cumprir.
  3. Proteja sua propriedade intelectual.
  4. Estabelecer uma nova empresa de franquia.
  5. Emitir e registrar seu FDD.
  6. Desenvolver uma estratégia de vendas.
  7. Desenvolver um plano e orçamento de franquia.

Preparar Documento de Divulgação de Franquia

Quando um empreendedor fala em franquear seu negócio, o primeiro passo envolvido nesse processo é a elaboração do documento de divulgação da franquia.

Este é um documento legal que os franqueadores devem fornecer aos franqueados, conforme regulamentado pela Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos.

Uma imagem clara de como será realizada a relação comercial entre o franqueador e o franqueado deve ser estabelecida em sua redação, em um formato muito específico de 23 seções que abrangem todas as informações que o franqueado pode precisar para tomar uma decisão bem informada e assinar um contrato.

O conteúdo deste prospecto apresenta ao potencial franqueado o seu perfil e de sua empresa, o que ela oferece, qual é o investimento previsto, os aspectos legais da franquia, as obrigações que assume, a situação financeira da cadeia de suprimentos de sua nova empresa, entre outros dados.

Para resumir, o documento de divulgação da franquia contém todos os fundamentos do que significa ser franqueador e franqueado, e precisa ser devidamente desenhado e constituído.

Para iniciar esse planejamento, as seguintes análises devem ser realizadas:

  • Faça uma avaliação geral do seu restaurante e da sua marca, bem como de todos os diferentes aspetos que o seu negócio implica.
  • Prepare uma análise de competência para identificar os diferentes concorrentes que sua marca tem no setor de restaurantes.
  • Identifique qual é o seu nicho de mercado e qual é o território que os franqueados irão ocupar.
  • Avaliar quais são as oportunidades de expansão para diversas unidades ou estabelecimentos.
  • Todos os aspectos legais que permitem desenvolver uma franquia de sucesso.

Elaborar manual de operações da franquia

Simultaneamente à elaboração do documento de divulgação da franquia, é necessário elaborar o manual de operações da franquia, que requer a intervenção de especialistas da área para auxiliar na definição de todos os pontos que deve conter:

  • Especificações dos padrões de qualidade que os restaurantes devem manter.
  • Detalhes dos móveis, equipamentos e acessórios que as instalações devem ter.
  • Os processos de treinamento prévios ao início das operações do franqueado.
  • As receitas, conteúdo e padrões do cardápio.
  • Quem são os fornecedores e vendedores de matérias-primas aprovados pela sua organização.
  • Estratégias de marketing e operações, sistemas de ponto de venda, condições que as instalações devem cumprir, entre outros.

Este manual de operações será constantemente modificado e revisado ao longo do tempo, pois deve evoluir para se adequar aos novos padrões e especificações da marca que são apresentados ao longo dos anos.

Os manuais devem ser reforçados com conteúdos audiovisuais, que ajudem os franqueados a compreenderem plenamente os processos e padrões da franquia para que tenham sucesso em sua administração.

Proteja sua propriedade intelectual

Durante todo o processo, você deve garantir que sua propriedade intelectual esteja devidamente protegida, o que implica que o nome de sua empresa, sua marca registrada. logotipos e como seu restaurante é identificado, estejam devidamente registrados e protegidos.

Se os itens do cardápio tratarem de nomes exclusivos do seu negócio, eles também devem estar devidamente registrados como marcas, pois um dos principais elementos da franquia é que ela permite aos franqueados o uso de suas marcas.

A proteção legal de sua propriedade intelectual fornecerá a você a proteção de que outros restaurantes, que não estão dentro de sua organização de franquia, tentem replicar sua marca ou seus serviços e apropriar-se deles.

Estabeleça uma nova empresa de franquia

À medida que o processo de franchising do seu negócio avança, uma nova empresa que assumirá a função de franqueadora deverá ser legalmente constituída, que será diferente daquela que gerencia as operações do seu restaurante atual.

Esta nova empresa atenderá os aspectos do negócio que estão relacionados à franquia e que são diferentes do negócio de restaurantes, sendo responsável por vender as franquias, manter o relacionamento com os franqueados, dar-lhes o suporte necessário e gerenciar o renda das franquias.

Também será responsável por custear todas as despesas geradas pelas vendas das franquias e pelo suporte aos franqueados, para o que exige uma estrutura administrativa e contábil independente da do restaurante.

Emitir e registrar seu documento de divulgação de franquia

Feita toda a avaliação dos diferentes aspectos do negócio que identificamos anteriormente, e concluída a redação final do documento de divulgação da franquia, é hora de formalizar seu cadastro.

É necessário verificar se todas as partes deste documento estão em conformidade com os padrões estabelecidos pelas Leis Federais de Franquias e com as leis específicas dos Estados em todos os níveis.

Este documento deve ser amplo o suficiente para permitir que você faça negócios e venda franquias para operar na maioria dos estados, portanto, esteja preparado para cumprir as leis federais e estaduais.

Este documento deve ser registrado tanto em nível federal quanto em nível dos estados em que seja necessário um registro adicional alternativo, de acordo com as leis que regem a matéria em cada um deles.

Desenvolva uma estratégia de vendas

Paralelamente ao processo jurídico e operacional que implica o desenho estrutural da franquia, é preciso avançar no desenvolvimento do que será a estratégia de marketing e venda das franquias individuais.

Se essa estratégia não for abordada desde o início, o que pode acontecer é que todo esse esforço resulte em perda de tempo e dinheiro para o empresário.

É preciso focar no posicionamento da marca e estabelecer quais serão as estratégias de marketing que serão implementadas para vender as franquias a potenciais interessados:

É preciso ter clareza da proposta de valor que está sendo oferecida aos franqueados, e não apenas que há uma logomarca interessante e uma comida muito boa para oferecer, pois o potencial franqueado deve saber que adquirir essa franquia vai transformar sua vida e como fazer isso.

O melhor conselho para novos franqueadores é focar em seus clientes orgânicos, aqueles leads que já conhecem seu negócio e marca, já que o primeiro grupo de franqueados é essencial para o futuro do negócio.

Se esse primeiro grupo de franqueados for bem-sucedido, conseguir ser lucrativo e se sair muito bem, eles servirão como validação da força e solidez do negócio para futuros investidores.

Desenvolva um plano e orçamento de franquia

É necessário desenvolver um plano de franquia e um orçamento de investimento desde o início, que, embora deva ser modificado ao longo do tempo, servirá como um orçamento de investimento base para os primeiros anos.

Esse orçamento deve ser concebido como um plano de cinco anos, pois o negócio de franquias não é necessariamente lucrativo nos primeiros anos.

É necessário planejar o investimento para marketing de venda da franquia, apoiar os franqueados, antecipar as despesas legais de elaboração e registro de documentos, com um plano que abranja os primeiros cinco anos do negócio da franquia.

Conclusão

Ao iniciar o processo de franchising do seu restaurante, deve ter em conta que todas estas etapas que descrevemos anteriormente, devem ser abordadas em simultâneo.

É aconselhável contratar os serviços profissionais de um advogado especializado em franquias, que pode apoiá-lo nas diferentes etapas do processo e aconselhá-lo sempre que precisar.

Existem vários seminários na web que podem ampliar essas informações e ampliar todos os conceitos que desenvolvemos neste artigo, que são fundamentais para adquirir as informações necessárias para entrar no mundo das franquias com o pé direito.

Cansado de discordar com a entrega?

Disponibilidade de motoboys sempre para o seu restaurante!

rapiboy empresa de delivery y logistica para restaurante

Ainda não está a receber conselhos sobre como cultivar o seu restaurante?

Dicas simples e aplicáveis – não perca as nossas #RapiTips!